Red Flag – Sinais de Alerta

Mais de um ano atrás lembro de ter visto em algum lugar na discussão “Como saber se é ou não é…?” um link para um texto muito bom chamado “Red Flags”. Hoje notei que tanto a postagem na discussão com o link quanto o site que mantinha o texto não existem mais.

Achei outro site com o mesmo texto (achei diversos sites, na verdade; este parece ser o original, embora eu não possa afirma-lo com certeza). Aproveitando, publico aqui uma tradução para português que escrevi dele na época e que acabei de achar em meu computador. O autor original colocou o texto no domínio público, dando permissão para copia-lo e distribuí-lo livremente.

Uma das primeiras pessoas que conheci aqui no FL apagou seu perfil e simplesmente desapareceu após iniciar um relacionamento com o tipo de sujeito que este texto parece ter sido escrito para descrever. Em nossos últimos contatos antes de seu “desaparecimento”, ela parecia bastante infeliz e ansiosa… publico este texto aqui esperando diminuir a ocorrência de casos como este. Espero que venha a ser útil a alguém um dia. Senhor Avgvstvs

Esse texto foi retirado do perfil da mari_mitzi que, por sua vez, retirou do perfil do Senhor Avgvstvs.

O termo red flag descreve uma característica ou comportamento que é comum em pessoas que são prejudiciais às outras. Ao conhecer alguém novo é muito importante que você procure por red flags. Quando você vê-las, vá devagar ou pare o relacionamento.

Compreenda que nenhuma destas red flags isoladamente é sinal de uma má pessoa. O que você procura com red flags é um conjunto de comportamentos negativos recorrentes, não um incidente isolado. Todos nós cometemos erros. É melhor procurar por padrões de comportamento e comportamentos recorrentes.

Em geral, quando mais comportamentos red flag você ver numa pessoa, e quanto mais frequentemente vê-los, mais você estará correndo o risco desta pessoa ser prejudicial a você.

Red flags podem se aplicar a qualquer gênero, papel ou relacionamento. Dom, sub, homem, mulher, trans, switch, hetero, homo, bi, pan, amizades, relacionamentos D/s, casamentos, parentes, relacionamentos profissionais, etc. Elas não são específicas a qualquer gênero, orientação, ou relacionamento.

Se você achar que você ou alguém que você conhece está num relacionamento abusivo, procure ajuda. Comece contando a alguém em quem você confia. Se não existe ninguém em quem você confie pessoalmente, encontre alguém em quem possa confiar profissionalmente. Um médico, terapêuta, abrigo etc. 

RED FLAGS

  • Tenta limitar seu acesso a outras pessoas em sua vida, amigos, família ou comunidade BDSM.
  • Proíbe contato com outros ou mina relacionamentos ou atividades com outros.
  • Vê negativamente e não apóia outros relacionamentos que você tenha.
  • Reluta em dar a você informação pessoal e factual sobre sí.
  • Quando você faz perguntas pessoais, irrita-se ou muda de assunto.
  • Quando você faz perguntas pessoais termina a conversa ou responde perguntas com perguntas.
  • Não tem referências ou amizades no BDSM com quem você possa conversar.
  • Se irrita se você pede referências ou quer perguntar a outros sobre ele ou ela.
  • Tem um conjunto muito limitado de horários/locais/métodos pelos quais você é capaz de localiza-lo.
  • Muito crítico ou crítica da comunidade BDSM.
  • Muito crítico ou crítica de diversos membros respeitáveis da comunidade BDSM.
  • Tem muitos conflitos interpessoais dentro da comunidade BDSM.
  • Está sempre exagerando.
  • Consistentemente quebra promessas.
  • Faz planos e dá desculpas para por não comparecer.
  • Sempre coloca a culpa nos outros pelas coisas darem errado.
  • Não assume responsabilidades.
  • Não admite os próprios erros.
  • Não se desculpa ou admite um engano.
  • Quando pede desculpa esta parece insincera, falsa, ou insultante em sua natureza.
  • Tem más relações com a maioria ou todos os seus familiares.
  • Pressiona você para que faça coisas que você não quer.
  • Não respeita seus limites, negociações ou contratos.
  • Força você numa relação D/s rápido demais.
  • Força você a uma relação sexual rápido demais.
  • Força você a uma relação poliamorosa rápido demais.
  • Se apaixona por você rápido demais e jura amor eterno mesmo antes de vocês se encontrarem.
  • Se esconde atrás de seu papel na relação D/s e diz que sua autoridade não deveria ser questionada.
  • Consumo compulsivo: gasta muito e desproporcionalmente em itens supérfluos enquanto tem dificuldades econômicas (sem emprego ou começando um novo negócio).
  • Tenta fazer você sentir culpa por não ser bom ou boa o bastante.
  • Você constantemente se sente culpado ou culpada junto à pessoa.
  • Diz que você não é um verdadeiro, ou uma verdadeira, sub/escravo(a)/dom.
  • Perde o controle de suas emoções em discussões.
  • Ergue a voz, grita, ofende e culpa.
  • Diminui você diante de outras pessoas.
  • Dá a impressão de ter muito sucesso sem a existência de evidências de sucesso real.
  • Entendimento tácito de que para permanecer em bons termos com a pessoa você não pode questionar seu comportamento.
  • Muda de opinião instantaneamente a respeito de amigos, indo de melhor amigo(a) a arqui-inimigo(a) num piscar de olhos.
  • Trata você amorosa e respeitosamente um dia e de forma grosseira e acusadora no outro.
  • Se esforça muito para se vingar dos outros.
  • Guarda mágoas dos outros.
  • Mente ou sonega informação.
  • Trai você.
  • É exageradamente ciumento ou ciumenta.
  • É inseguro ou insegura.
  • Está constantemente comparando-se a outros.
  • Conta vantagem excessivamente sobre sua experiência, credenciais de cena, maestria, treinamento e contatos.
  • Não quer discutir como sua relação futura pode ser.
  • Tenta manter você no escuro a respeito do que pode acontecer a seguir no relacionamento.
  • Não respeita seus sentimentos, direitos ou opiniões.
  • Diminui suas idéias.
  • Quando seus sentimentos são feridos, culpa você por isso.
  • Abusa de alcóol ou outras drogas.
  • Apresenta uma reação desproporcionalmente negativa a ouvir um “não”.
  • Está constantemente pedindo dinheiro ou bens materiais para você ou outros.
  • Ameaça cometer suicídio ou outras formas de dano a sí mesmo(a).
  • Deliberadamente diz ou faz coisas que resultam em deixa-los(as) seriamente feridos.
  • Monitora suas comunicações (e-mails, telefonemas, conversas) com outras pessoas.
  • Só interage com você de uma forma perversa ou sexual, como se estivesse sempre representando.
  • Se recusa a ter conversas baunilha normais.
  • Nunca mostram a você seu lado humano. São desprovidos de emoções.
  • Ocultam sua vulnerabilidade por trás de seus papéis D/s.
  • Tem múltiplas identidades virtuais para interagir com as mesmas comunidades.
  • Desaparece da comunicação por dias ou semanas de uma vez sem explicação.
  • É rude com pessoas que trabalham servindo como garçons, caixas e faxineiros.
  • Nunca diz “obrigado”, “com licença” ou “me desculpe” a ninguém.

Senhor Avgvstvs

Siga-nos: